Coimbra

Esta exposição permanente explora o tema da luz e da matéria, a partir dos objectos e instrumentos científicos das colecções da Universidade de Coimbra.  
A exposição Visto de Coimbra – os Jesuítas entre Portugal e o Mundo tem o seu foco sobre a Companhia de Jesus, que ocupou os espaços onde hoje está instalado o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

Observe o céu e conheça alguns dos seus segredos com a Alpha Centauri.
Os investigadores da Universidade de Coimbra mostram um pouco do trabalho que fazem e convidam o público a participar em experiências de biologia, geologia, física, engenharia, saúde, psicologia, e muitas mais. Venha ver, tocar e experimentar ciência!

No decurso da atividade iremos descobrir o nemátode responsável pela doença da murchidão do pinheiro que tem dizimado os nossos pinheiros.

Isabel Abrantes, Joana Cardoso, Luís Bidarra, NEMATO-lab
O Jogo da Energia EfS convida-nos a descobrir a iniciativa Energia para a Sustentabilidade ao longo de um percurso com desafios e questões. Joana Bastos, Luísa Dias, Nelson Soares, Vanessa Tavares Iniciativa Energia para a Sustentabilidade (http://www.uc.pt/efs) - Comité Campus Sustentável
Material psicopedagógico concebido para ser utilizado enquanto metodologia ativa com jovens em regime de acolhimento residencial, tendo em vista o treino de competências para o pós-acolhimento.

Qualquer participante na Noite dos Investigadores pode experienciar os desafios inerentes à vida em autonomia, sem apoio de retaguarda.

João Pedro Gaspar, CEIS20
Os raios cósmicos são partículas com uma energia elevada, constituídos maioritariamente por protões. Ao chegarem à Terra, colidem com os núcleos dos átomos da atmosfera, a cerca de 10 km acima da superfície do planeta, dando origem a uma “chuva” de outras partículas menos energéticas, os chamados raios cósmicos secundários.

Estes raios cósmicos secundários podem ser detectados à superfície da Terra por dispositivos como câmaras de faíscas, por exemplo. Uma destas câmaras, construída no Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP) estará exposta, permitindo ao visitante a observação de raios cósmicos!

Francisco Neves, LIP-Coimbra
A tomografia por emissão de positrões, também conhecida pela sigla inglesa PET, é uma técnica de imagiologia médica nuclear que utiliza radionuclídeos que emitem um positrão para formar imagens detalhadas do interior do corpo do paciente.

Num exame PET é administrado ao paciente, por exemplo, glicose ligada a um elemento radioactivo (normalmente o flúor). As regiões do corpo que metabolizam essa glicose em excesso, tais como tumores ou regiões do cérebro em intensa actividade, aparecem destacadas na imagem criada por computador.

Um demonstrador de PET baseado numa nova tecnologia desenvolvida no LIP mostrará como funciona o PET e a criação das respectivas imagens.

Francisco Neves, LIP-Coimbra
A radioactividade natural faz parte do nosso quotidiano e está presente em tudo o que nos rodeia desde as paredes das nossas casas, à comida que ingerimos.

Uma câmara de nevoeiro é um dispositivo que permite detectar a passagem de partículas com carga eléctrica provenientes, por exemplo, de decaimentos radioactivos. Uma câmara deste tipo contém uma atmosfera de vapor supersaturado, formando-se um rasto visível de gotículas semelhante a nevoeiro ao longo do caminho percorrido pelas partículas.

Uma câmara de nevoeiro, construída no LIP, estará exposta permitindo aos visitantes observar as partículas emitidas no processo de decaimentos radioactivos.

Francisco Neves, LIP-Coimbra

Investigadores da UC em curtas conversas com o público.