Porto

No dia 29 de setembro, das 18h00 às 24h00, o Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP) abre as portas daquele que será o seu Polo Central, a inaugurar num futuro próximo, para celebrar mais uma edição da Noite Europeia dos Investigadores, promovendo uma seleção excecional de atividades subordinadas ao tema “Ciência no dia-a-dia” – Science in Everyday Life (SCILIFE)”.
Na noite da última sexta-feira de setembro, todos estão convidados a participar em jogos interativos, a vestir a pele de cientistas e a fazer divertidas experiências, aprender mais sobre investigação e a sua aplicação prática no dia-a-dia, entre muitas outras atividades!
A entrada é livre e gratuita! O objetivo passa por celebrar a ciência e demonstrar o impacto que a investigação científica tem na sociedade e no nosso dia-a-dia. Para isso, o MHNC-UP conta com a colaboração de 19 parceiros, mobilizando mais de uma centena de investigadores, estudantes e voluntários.
Na noite científica mais longa e interessante do ano, desafiamos todos a conhecer melhor os animais que vivem nos nossos rios e avaliar a qualidade da água, a aprender mais sobre os escorpiões e sobre a importância de os preservarmos, a fazer uma deliciosa sobremesa, recorrendo a processos químicos que estão por detrás da cozinha molecular, a construir um ovo que não parte, a fazer experiências usando a física e a química, a aprender mais sobre as diferentes orientações alimentares espalhadas pelo mundo, a vestir a bata de médico e de enfermeiro e a perceber como a tecnologia na medicina pode ajudar a salvar vidas, a envolver-se em estimulantes atividades matemáticas que vão desde o uso do bilhar à descoberta da sua data de nascimento e do seu nome algures no número π, a perceber de que a forma é que a biomecânica é aplicada no dia a dia, a conhecer a investigação feita na área da saúde na cidade do Porto, a saber mais sobre a fertilidade humana, participar em atividades que envolvem magia e matemática, bem como a participar numa atividade bilingue sobre William Shakespeare e a refletir sobre o significado e impacto da imagem em movimento. Desafiamos ainda a que descubram connosco mais sobre as baterias do futuro, como construir compósitos mais ecológicos e desvendem outros contributos da investigação em engenharia para melhorar o nosso dia-a-dia, tornando-o ambientalmente sustentável e mais saudável.
E ainda vai haver tempo para atividades à hora marcada! A não perder: um interessante debate sobre a aplicação de diferentes áreas de investigação no dia-a-dia de forma transparente e responsável; uma sessão que vai dar a conhecer quão antigos são os graffitis; e outra, onde os sentidos dos visitantes serão desafiados através de uma série de alterações físicas.
Também este ano poderemos contar com um grupo de estudantes e professores do ensino secundário de duas escolas do Porto, que vão mostrar os resultados das atividades de investigação que desenvolveram nos dois últimos anos letivos.
Vale mesmo a pena registar já a data na agenda e, no dia 29 de setembro, levar a família e os amigos aos MHNC-UP!

Programa em formato PDF – Download do Programa NEI 2017 - Porto

Convidamos os visitantes a descobrir e aprender mais sobre os nossos rios e ribeiras. Entre lupas, tabuleiros, redes e outros materiais vai poder conhecer alguns dos animais que existem nos rios e aprender a avaliar a qualidade da água. Junte-se a nós e aprenda a ser um protetor da natureza!

Atividade promovida por: Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA)
Nesta atividade, daremos a conhecer melhor o carismático escorpião. Quais os aspetos anatómicos, fisiológicos e comportamentais que caraterizam estes animais? Como estão distribuídos os escorpiões e qual a importância de os preservar? Estas são algumas das questões a que vai ver respondidas nesta ação ligada a estes invertebrados.

Atividade promovida por: CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva
A partir da matéria vegetal, desafiaremos os participantes a extrair o sabor de diversas partes de plantas através de processos químicos utilizados na cozinha molecular. O resultado? A degustação de uma deliciosa sobremesa à base de morango e sementes de sésamo.

Atividade promovida por: CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva
A postura de ovos é comum em muitas espécies animais. Independentemente da sua origem, cor, tamanho ou textura, esta “caixinha” encerra em si inúmeros segredos que anseiam serem descobertos. Chegou a hora de desvendarmos este misterioso mundo e investigarmos o que existe por baixo da casca de um ovo. No final ainda haverá tempo para construirmos um ovo especial… e que não parte!

Atividade promovida por: Zoo de Lourosa - Parque Ornitológico
Uma aspirina, álcool, bicarbonato de sódio, açúcar, óleo de cozinha e nitrogénio são apenas alguns dos ingredientes que vão fazer parte de diferentes experiências que unem a física e a química. Curiosos para saber o que se vai aqui passar? Então não deixem de participar nesta atividade!

Atividade promovida por: Associação Juvenil de Ciência
Como podemos aumentar a nossa capacidade visual? Conseguimos ver muito do que está à nossa volta, utilizando instrumentos como microscópios, lupas e mini-telescópios. Desafiamos os visitantes a observar connosco o que não conseguimos ver a olho nu e a deixarem-se surpreender!

Atividade promovida por: Yscience – Science Education, Lda
O que faz com que areia movediça seja de facto movediça? Nesta ação iremos desvendar a resposta a esta questão, dando a conhecer em maior pormenor - e não vai ser por experiência própria! – as propriedades únicas (líquidas e sólidas) das areias movediças.

Atividade promovida por: Yscience – Science Education, Lda
Convidamos os visitantes a descobrir, nesta atividade, de que maneira se pode aproveitar a água da chuva para poupar e preservar este bem essencial para a nossa sobrevivência e qualidade de vida. Como é recolhida a água da chuva? Quais as suas potenciais utilizações? Nesta ação, ficaremos a conhecer as vantagens e desvantagens de utilizar este tipo de água.

Atividade promovida por: FCUP - Faculdade de Ciências da U.Porto e Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja, E.M.
A alimentação é uma das questões mais debatidas pelo mundo. A OMS (Organização Mundial de Saúde), defende cada vez mais que somos aquilo que comemos, o que justifica uma crescente necessidade de dar resposta e de educar em saúde.

Contudo, devido ao multiculturalismo, existem adaptações às orientações definidas pela OMS. Nesta atividade, os visitantes vão viajar pelo mundo e conhecer os diferentes esquemas alimentares de forma didática e divertida!

Atividade promovida por: Academia Eduscience, Ambientes de Ensino e Aprendizagem, Lda
A biomecânica dedica-se ao estudo do movimento de sistemas biológicos e das forças por eles gerados ou neles aplicadas. Sabiam que a biomecânica pode ser aplicada em áreas como a medicina, ortodontia e desporto, para melhoria da condição, performance e qualidade de vida das populações?

É graças ao conhecimento obtido na investigação nesta área que é possível criar novos dispositivos, técnicas e metodologias que podem fazer a diferença na vida das pessoas. Daremos a conhecer, nesta atividade, dispositivos para medição biomecânica e a sua utilidade.

Atividade promovida por: LABIOMEP – Laboratório de Biomecânica do Porto I FADEUP - Faculdade de Desporto da U.Porto
Portugal é um grande produtor mundial de painéis compósitos de madeira, principalmente para as indústrias do mobiliário e construção. Na sua produção são usados adesivos sintéticos baseados em fontes não renováveis. Nesta ação daremos a conhecer o projeto LEPABE-2 ECOINNOVATION, no qual estão a ser desenvolvidos, entre outros temas, painéis baseados em madeira que usam ligantes de origem totalmente natural. Estes painéis são ainda de baixa densidade e podem incorporar resíduos agroindustriais.

Atividade promovida por: LEPABE – Laboratório de Engenharia de Processos, Ambiente, Biotecnologia e Energia | FEUP – Faculdade de Engenharia da U.Porto

Projeto: LEPABE-2-ECOINNOVATION e Ação COST FP1006 "Bringing new functions to wood through surface modification”
De acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, anualmente ocorrem mais de 4 milhões de infeções em ambiente hospitalar, sendo que metade destas estão associadas ao uso de dispositivos médicos (por exemplo cateteres e implantes). Nesta atividade convidamos os visitantes a conhecer o projeto PRINT-AID que visa o desenvolvimento personalizado de dispositivos médicos combinando tecnologias de impressão e funcionalização dos dispositivos com agentes antimicrobianos que previnam a formação de biofilmes nas superfícies.

Atividade promovida por: LEPABE – Laboratório de Engenharia de Processos, Ambiente, Biotecnologia e Energia | FEUP – Faculdade de Engenharia da U.Porto

Projeto: PRINT-AID - Multidisciplinary european training network for development of personalized anti-infective medical devices combining printing technologies and antimicrobial functionality (H2020 – Marie Curie – ref 422467)
A eletricidade fotovoltaica para aplicações em edifícios é já hoje mais barata do que a eletricidade da rede. No entanto, a eletricidade fotovoltaica está apenas disponível enquanto há radiação solar. As baterias são, assim, um elemento essencial na disponibilização de eletricidade fotovoltaica durante todo o dia. Nesta atividade, daremos a conhecer as baterias redox de caudal que são uma das tecnologias mais promissoras para esta aplicação.

Atividade promovida por: LEPABE – Laboratório de Engenharia de Processos, Ambiente, Biotecnologia e Energia | FEUP – Faculdade de Engenharia da U.Porto

Projeto: PowerFlow (P2020|COMPETE - Projetos em Copromoção, ANI) e SunStorage (PAC - P2020|COMPETE -Programas de Ações Conjuntas, FCT).
Nesta atividade apresentaremos uma técnica que permite ao cérebro funcionar de forma mais eficiente, através do treino direto do funcionamento cerebral. Vamos mostrar a prova de conceito feita a partir de um sistema de Neurofeedback online com aplicações clínicas e de neuromelhoramento, integralmente produzido em Portugal com financiamento do NORTE2020 (NORTE-01-0247-FEDER-010036), desenvolvido inteiramente no Laboratório de Neurotecnologia do Neurobios, com a consultoria científica do Laboratório de Neuropsicofisiologia da U.Porto.

Atividade promovida por: Neurobios – Instituto de Neurociências, Diagnóstico e Reabilitação Integrada, Lda Projeto: NEUROBICA: Neuroenhancement Research on Brain Innovation Core Applications
A prevenção de cancro depende de ações concretas que todos devemos conhecer. Nesta atividade serão dadas a conhecer algumas ferramentas desenvolvidas para promover a prevenção de cancro, que poderão ser utilizadas pelo público em geral, bem como em contextos educativos formais e informais.

Atividade promovida por: i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, U.Porto
De que é constituído o nosso sangue? Nesta atividade vai poder conhecer os constituintes “nano” do sangue: exossomas e DNA circulante. De forma divertida, damos aos visitantes a oportunidade de fazer tiro ao alvo com bolas que representam os exossomas, observar ao microscópio células de sangue e aprender a detetar doenças a partir do DNA circulante.

Atividade promovida por: IPATIMUP - Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto –e i3S
Nesta atividade, convidamos os visitantes a participar numa apresentação dinâmica onde serão desvendados alguns aspetos essenciais acerca da ciência por detrás da fertilidade humana. Que fatores afetam a fertilidade? Com recurso a um vídeo e a um jogo interativo, será igualmente apresentado um projeto que pretende investigar o conhecimento da população portuguesa acerca destes fatores.

Atividade promovida por: Centro de Psicologia da U.Porto
Nesta atividade os visitantes são convidados a conhecer o Sistema Nervoso, bem como algumas das metodologias aplicadas em investigação sobre o mesmo, a sua utilidade e aplicabilidade na sociedade. Será feita uma introdução ao sistema nervoso central, com particular ênfase na sua morfologia, e também às neurociências e aos seus diferentes campos de estudo, com incidência nos diferentes modelos experimentais, técnicas laboratoriais, técnicas de análise e de análise comportamental.

Atividade promovida por: CINTESIS - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde
Venha conhecer um estetoscópio digital, o IS4Learning, que é usado atualmente nas aulas de Medicina da U.Porto e em Centros de Saúde nacionais. O objetivo desta atividade é mostrar como este dispositivo permite melhorar o ensino e a aprendizagem da auscultação cardíaca e pulmonar junto de estudantes e profissionais de saúde.

Atividade promovida por: CINTESIS - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde
Nesta atividade, os visitantes vão poder conhecer um dispositivo que mede a pulsação e o ritmo cardíaco à distância. Esta ação surge no âmbito do projeto europeu Deus ex Machina, no contexto do qual está a ser desenvolvida uma solução integral de estudo e intervenção na insuficiência cardíaca, um problema que afeta cerca de 400 mil pessoas em Portugal, constituindo a principal causa de internamento em doentes com mais de 65 anos de idade.

Atividade promovida por: CINTESIS - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde
Os investigadores do CINTESIS vão desafiar os visitantes a treinar as suas competências em suporte básico de vida. Os participantes serão convidados a realizar manobras de ressuscitação num torso que está ligado a um computador all-in-one e que permite observar a sua performance.

Atividade promovida por: CINTESIS - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde
Como é que a investigação em saúde se aplica ao dia-a-dia? Nesta atividade, os visitantes poderão ficar a conhecer os resultados de seis projetos de investigação desenvolvidos pelo Instituto de Saúde Pública da U.Porto (ISPUP). A prematuridade, a violência doméstica e a alimentação são alguns dos temas que serão abordados. Os participantes terão oportunidade de contactar com os investigadores, que vão mostrar vídeos, livros e outros materiais que resultaram do trabalho realizado.

Atividade promovida por: Instituto de Saúde Pública da U.Porto (ISPUP)
A imagem em movimento é omnipresente no dia-a-dia. Pensamos, comunicamos e condicionamos as nossas ações com base nela e através dela, muitas vezes até sem nos apercebermos. Nesta atividade, partindo da análise e de ações práticas sobre aspetos técnicos, estéticos e narrativos da imagem em movimento, os participantes serão convidados a refletir e experimentar sobre significados e impactos da imagem em movimento no contexto da expressão humana.

Atividade promovida por: CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» I FLUP - Faculdade de Letras da U.Porto
Mas afinal por que razão lemos hoje William Shakespeare? Os JRAAS – Junior Researchers in Anglo-American Studies desafiam os visitantes a revisitar alguns dos mais famosos monólogos e diálogos de peças de Shakespeare. Venha lê-los connosco e compreender os contextos, significados e atualidade da cosmovisão shakespeariana.

Atividade promovida por: CETAPS – Centre for English, Translation, and Anglo-Portuguese Studies
Com base no jogo Tangran da Rota do Românico, os participantes vão ver-se envolvidos numa atividade mágica, envolvendo a matemática, nomeadamente o sistema de numeração binária. Curiosos? Então, não podem mesmo perder esta atividade!

Atividade promovida por: LuduScience, Ideias e Ciências, Lda
Aproveite esta noite especial para, entre outras coisas, descobrir as vantagens de jogar bilhar em mesas cónicas; saber onde a sua data de nascimento e o seu nome estão escondidos algures “dentro” do número π; aprender, jogando, a identificar diferentes tipos de simetria em azulejos e tapetes de Arraiolos; comparar a beleza de conchas fabricadas matematicamente e mostradas em televisores 3D, com exemplares reais pertencentes às coleções do MHNC-UP.

Atividade promovida por: Associação Atractor
Nesta atividade, convidamos os visitantes a descobrir como podemos induzir a formação de raízes e retardar o envelhecimento foliar nas plantas!

Atividade promovida por: Agrupamento de Escolas de Águas Santas

Projeto: PARRISE, financiado pela Comissão Europeia (acordo n.º 612438)
Sabiam que a toxicidade de algumas bebidas alcoólicas e/ou substâncias tóxicas (as professoras ainda não decidiram quais vão utilizar), consumidas pelo ser humano, pode ser analisada em Daphnia magna?

Atividade promovida por: Agrupamento de Escolas Carolina Michaelis

Projeto: PARRISE, financiado pela Comissão Europeia (acordo n.º 612438)
Nesta atividade convidamos os visitantes a descobrir como podemos determinar a eficácia de alguns produtos de higiene pessoal e doméstica na eliminação de bactérias!

Atividade promovida por: Agrupamento de Escolas Carolina Michaelis

Projeto: PARRISE, financiado pela Comissão Europeia (acordo n.º 612438)

Venham pôr as mãos em interessantes atividades ligadas à física! Os visitantes serão convidados a explorar uma seleção de módulos interativos que farão as delícias de miúdos e graúdos. Vibrações de um aro circular, balança enigmática, indução eletromagnética, pilha humana, espelhos parabólicos e arte abstrata são os nomes dos módulos que vão poder explorar. Curiosos? Não deixem de visitar esta atividade!

Atividade promovida por: Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto
Nota: As atividades assinaladas com * decorrerão em permanência até às 21h00.

Conhecer e intervir são duas marcas distintivas da atividade humana. Perplexo face ao funcionamento do mundo, o Homem analisou, mediu, categorizou. Descobriu elementos, forças, mecanismos e inter-relações e formas de aplicar esse conhecimento para mudar não apenas a sua vida, mas também o sentido da sua presença na Terra. Mas ainda a era industrial despontava e já era óbvio para alguns que a capacidade de mudar não era acompanhada da capacidade de prever os efeitos do que se mudava. Do que se destruía e do que se criava.

Descobridor de formas de poder reparar o seu corpo, o Homem ensaia formas de o mudar e de mudar a sua descendência e a dos outros seres com que partilha o mundo. Limitado pelo mundo físico, inventa realidades alternativas a que só ele acede e formas de compilar, cruzar e destilar a informação que todos constroem. E deste fluxo contínuo de informação começa a depender e a por ele ser orientado.

Pensadores por excelência, terão os cientistas responsáveis por estas mudanças capacidade de se situar fora do tempo e apreciar um passado e um devir de que são elemento essencial? E que sentido lhe dão? Asas da borboleta, conseguem também ver a tempestade?

Para iniciar a Noite Europeia dos Investigadores, quisemos juntar três reputados investigadores e pedir-lhes candidamente que nos oferecessem as suas perspetivas sobre as áreas a que se dedicaram: Ambiente, Genética e Inteligência Artificial. Afinal, que responsabilidade ou irresponsabilidade científica nelas existe? Existem problemas ou perspetivas comuns? Não lhes pedindo o dom de visão do futuro, terão, contudo, indícios suficientes para estabelecer linhas equilibradas de atuação e impedir que o conhecimento e a tecnologia gerem monstros que a razão não atingiu? Vamos ouvi-los e, claro, provocá-los.

Com:
António Guerner Dias, Departamento de Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território da Faculdade de Ciências da U.Porto

Eugénio Oliveira, Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Engenharia da U.Porto e Laboratório de Inteligência Artificial e de Ciência de Computadores

Elsa Logarinho, Grupo de Investigação em Envelhecimento e Aneuploidia do i3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde

Moderação:
Paulo Gusmão Guedes, Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva, Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto

Entrada livre e gratuita, mas limitada à capacidade do espaço

Link para evento no Facebook: https://tinyurl.com/debateNEI2017Porto

Local:
Biblioteca do Fundo Antigo
Edifício Histórico da Reitoria da U. Porto
Bansky e Vhils são dois dos mais famosos artistas de Street Art, ícones da cultura graffiti. Todos nós nos habituámos a ver intervenções artísticas pelas ruas das nossas cidades… Mas será um fenómeno apenas do nosso tempo?

Sabia que há cerca de 35 000 anos já pintávamos nas paredes? Venha conhecer alguns exemplos de Arte rupestre e descobrir como as técnicas que eram utilizadas na Pré-História não são muito diferentes das utilizadas hoje. Venha experimentar graffitar sem lata de spray.

Uma atividade dinamizada pela Equipa do MHNC-UP.
Os 5 sentidos humanos são as ferramentas incontestáveis através das quais percecionamos o mundo e interagimos com ele. Consideramo-los uma verdade tão elementar que chegamos a definir que a realidade é tudo aquilo que pode ser "tocado" pelos sentidos. Mas e se os sentidos pudessem ser enganados e alterados com um simples estalar de dedos? Qual seria a nossa interpretação do mundo que nos rodeia? Nesta atividade, convidamos os visitantes a embarcar numa viagem ao mundo versátil dos sentidos onde mostraremos como as condições físicas afetam radicalmente a forma como vemos e tocamos a realidade e as nossas vidas.

Uma atividade dinamizada pela Equipa do MHNC-UP.