Apresentação

balloon

Noite Europeia dos Investigadores (NEI)
A Noite Europeia dos Investigadores — European Researchers’ Night — é uma iniciativa lançada em 2005, atualmente bianual, financiada pela Comissão Europeia, no âmbito das Ações Marie Curie, com o objetivo de celebrar a Ciência e de aproximar investigadores e cidadãos.

Esta iniciativa que procura quebrar as barreiras que separam a Ciência dos cidadãos e desmistificar a imagem distante que o cidadão tem do cientista, é uma oportunidade para divulgar o trabalho de grande qualidade e inovação desenvolvido pelos investigadores portugueses, bem como para realçar a importância de uma comunicação eficiente entre centros de investigação e a sociedade civil.

A Noite Europeia dos Investigadores traduz-se numa série de atividades que decorrem durante todo o ano e que culminam numa noite de festa e celebração da Ciência, com lugar em várias cidades europeias na última sexta-feira de setembro. Em 2016, terá lugar a 30 de setembro e, em 2017, a 29 de setembro.

 

Edições NEI de 2016 e 2017: SCILIFE – Science in everyday life
“Ciência no dia-a-dia” é o mote utilizado nas edições da NEI em 2016 e 2017 para estimular a participação ativa da sociedade em atividades de investigação e de transmissão do conhecimento científico. Ao adotar este objetivo para a Noite Europeia dos Investigadores, queremos potenciar a consciência pública sobre o quanto a ciência influencia o nosso modo de vida, dar aos investigadores a oportunidade de verificar a perceção que o grande público tem do seu trabalho e estreitar a relação entre os investigadores e os cidadãos para reforçar os esforços de inovação.

Os nossos objetivos estão alinhados com os do programa-quadro da UE para a investigação e inovação (Horizonte 2020), onde a política de Investigação e Inovação Responsável (Responsible Research and Innovation – RRI) é uma questão central. Assim, o ‘SCILIFE’ tem dois objetivos centrais:

i. Consciencializar os cidadãos para a importância da carreira científica e do investimento em Ciência;
ii. Consciencializar os investigadores para o papel da sociedade no progresso científico sustentável.

O consórcio deste projeto, coordenado pelo Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC-UL), reúne esforços entre os investigadores de grandes universidades portuguesas – Universidade do Minho, Universidade do Porto e três universidades em Lisboa: Universidade de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa e Instituto Universitário de Lisboa – e a Câmara Municipal de Lisboa. O MUHNAC-UL funcionará como a unidade centralizadora das atividades que decorrerão nessa noite em Lisboa, estando a ser planeado um programa de oferta ao público em geral, no Rato/Príncipe Real, que compreende o desenvolvimento de atividades principais no Museu, mas também eventos paralelos nos jardins do Príncipe-Real, com o objetivo de  apresentar a investigação de enorme qualidade produzida em Portugal. Em 2017, as atividades em Lisboa vão decorrer no eixo Rato/Príncipe Real. O projeto cobrirá ainda as cidades de Porto e Braga, estabelecendo a ponte entre os investigadores e a sociedade nestes locais e contribuindo para aproximar diferentes atores sociais durante o processo de investigação e inovação, tendo em conta os princípios RRI. No Porto a celebração da Noite vai ter lugar no Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto e no Jardim Botânico. Em Braga o Pólo central será a Escola de Ciências da Universidade do Minho.

Além das atividades durante a Noite, este consórcio promove uma série de atividades preparatórias, ao longo de 2016 e 2017, com o intuito de cativar o público em geral para o grande evento e, mais eficazmente, divulgar a Ciência e o papel dos nossos cientistas na qualidade de vida e no dia-a-dia do cidadão comum. Estas atividades enquadram os seguintes formatos:

 

Há Ciência na Cidade! – Esta iniciativa corresponde a um ciclo de oficinas que visa consciencializar os cidadãos para a Ciência que é desenvolvida nas cidades e para a importância que esta representa para o desenvolvimento. Este ciclo é uma oportunidade para dar a conhecer os rostos por detrás da ciência, valorizar a ciência produzida em Portugal e promover a colaboração entre cidadãos e entidades científicas na resolução de problemas locais. Com lugar aos sábados, em centros de investigação, laboratórios nacionais e espaços públicos, este programa é dirigido a todas as entidades e cidadãos com curiosidade para descobrir a ciência produzida nas três principais cidades que formam este consórcio e as suas potencialidades para melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos.

 

06 - MAINBioBlitz: Quantas espécies conseguimos identificar num só dia? – Com o objetivo de sensibilizar os cidadãos para a biodiversidade das cidades e para a importância da sua conservação, cada cidade irá organizar um BioBlitz onde investigadores e outros cidadãos colaboram na identificação de espécies de fauna e flora numa determinada área (parque, praia, floresta…). Todas as observações serão registadas na base de dados de acesso aberto coordenada pelo projeto de ciência cidadã Biodiversity4All, quebrando as barreiras entre ciência e cidadão e convidando as comunidades locais a participar nas atividades científicas, no quadro da promoção da ‘ciência cidadã’.

 

Contagem decrescente para a NEI – ERN (European Researchers’ Night) Countdown! – Durante o mês de Setembro, o consórcio assegura um conjunto de atividades (ações práticas e demonstrativas, conversas com investigadores, etc.) dirigidas a escolas, com o objetivo de promover esta iniciativa europeia e convidar alunos, professores e as suas famílias a participarem na Noite Europeia dos Investigadores. Com lugar nas escolas inscritas, este evento conta com a colaboração de entidades científicas nacionais e investigadores com financiamento europeu.

 

SCILIFE – Science in Everyday Life – is a Portuguese consortium for the European Researchers’ Night (ERN). Using the theme of Science in Everyday Life as background, SCILIFE will address ‘traditional’ science and society issues – e.g. citizens’ engagement with sustainable and inclusive research, scientific careers, society’s involvement in science policy, decision making and collective deliberation – but it will do so by bringing Responsible Research and Innovation (RRI) strategically into the public debate.

 

Activities hands-on, workshops, science cafes, street animation and a concert will be structured in order to highlight and raise awareness towards the main aims of contemporary RRI – responsibility, transparency and openness – in the sciences, arts and humanities, as well as their alignment with European culture and values.

 

 The SCILIFE consortium is coordinated by the University of Lisbon through its National Museum of Natural History and Science (MUHNAC). It combines major universities in Portugal – Porto, Minho, Nova University of Lisbon, the University Institute of Lisbon – and the Municipality of Lisbon, together with more than 50 associated partners from the academic sector, industry, NGOs and civil society. It covers the most populated regions of Portugal, with direct and indirect impacts expected to reach thousands of people, particularly the youth.

 

This project has been supported by the EU under HORIZON 2020 in the framework of the Marie Skłodowska Curie actions.